Gui Mohallem registra faces da loucura em retratos distorcidos

O fotógrafo mineiro Gui Mohallem não é um retratista comum. Em sua exposição “Ensaio para a loucura”, em cartaz no MuBe (Museu Brasileiro de Escultura) de 04 de setembro a 02 de outubro, ele explora a imaterialidade e a instabilidade a partir de imagens obtidas por distorções dos rostos dos fotografados.

A criação de “Ensaio para a loucura” funcionou de maneira colaborativa: alguns amigos foram convidados, enquanto outras pessoas leram sobre o projeto e se ofereceram para ser registradas pelas lentes de Gui. Amigo ou desconhecido, o retratado é girado pelo fotógrafo, que dispara os cliques simultaneamente. O resultado são fotos onde personagem e cenário se misturam no caos da rotação. O projeto já foi apresentado em Nova York, em 2008, e agora passa pelo Brasil.

Ensaio para a loucura, Gui Mohallem. MuBE – sala Burle Marx. Avenida Europa, 218, Jardim Europa. De 04 de setembro a 02 de outubro. Terça a domingo, das 10h às 19h. Entrada gratuita. www.mube.art.br

viaqui: http://epocasaopaulo.globo.com/cultura/gui-mohallem-registra-faces-da-loucura-em-retratos-distorcidos/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: