Exposição de Wifredo Lam (1902-1982) na Pinacoteca

Por Jonas Lopes

Nome essencial do surrealismo latino-americano, o cubano Wilfredo Lam (1902-1982) iniciou a carreira cedo: aos 21 anos, ganhou uma bolsa e se mudou para a Espanha. Lá estudou as obras de mestres como Goya e Bosch no Museu do Prado e ficou amigo do escritor André Breton e do pintor Pablo Picasso. Retornou a Cuba apenas em 1941, já consagrado. Embora tenha participado de duas edições da Bienal de São Paulo e de algumas coletivas, até agora ele nunca havia sido tema de uma individual no Brasil. Na Estação Pinacoteca, a mostra Lam: a Obra Gráfica abrange quatro décadas de sua produção em 120 gravuras e quatro desenhos. Reúne de ilustrações realizadas nos anos 40 para o livro Fata Morgana, de Breton, a peças dos últimos meses de vida do artista. Elas exibem personagens bem-humorados, esquisitões e cheios de formas angulares. No conjunto, sobressai uma série de estudos para o mais famoso trabalho de Lam, o guache A Selva. Até 02/05.

Endereço: Rua General Osório, 66
Tel.:(11)  3335-4990

Quando: (Dom, Ter, Qua, Qui, Sex e Sáb) Terça a domingo e feriados,das 10h00 às 18h00. Grátis aos sábados. Estreou em 27/02. Até 02/05.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: